quinta-feira, 31 de agosto de 2017

SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍCIA TÉCNICA DO MARANHÃO REGISTRA AVANÇOS NAS SUAS UNIDADES EM TODO O ESTADO


A Superintendência de Polícia Técnico Científica (SPTC) é responsável pela materialização de vestígios relacionados a crimes em todo Maranhão. A equipe da SPTC é formada por médicos legistas, peritos criminais, farmacêuticos legistas, toxicologistas, odontolegistas, auxiliares de perícia médico-legal e peritos criminalistas auxiliares, prontos para atenderem à população maranhense. Sob a administração do Superintendente Miguel Alves, a SPTC tem registrado significantes mudanças na forma de investigação e análise científica de vestígios produzidos e deixados durante a prática de delitos.

Segundo o Superintendente Miguel Alves “a materialização dessas evidências servirá para comprovar efetivamente o que ocorreu e assim tentar estabelecer uma dinâmica em relação aquele fato e o ponto mais importante além desse esclarecimento e da própria indicação da autoria”.

Atualmente, funciona em São Luís o Instituto Médico Legal (IML), e Imperatriz e em Timon atua o Instituto de Criminalística (ICRIM). Na ilha, além do IML e do ICRIM também está presente o Instituto de Identificação do Maranhão (IDENT/MA) e o Centro de Perícias Técnicas para Crianças e o Adolescente (CPTCA). “Em maio de 2015, fizemos um    planejamento com uma proposta, que foi encaminhada a Delegacia Geral para que fossem criados mais três Institutos na região metropolitana, alguns desmembrando sessões de outros institutos como no caso do Instituto Laboratorial de Analise Forense (ILAF) que antes era um Laboratório de Análises e Forense que fazia parte do ICRIM” afirmou o Superintendente.

Entre as mudanças, O CPTCA, aumentou em torno de 50% o número de profissionais presentes no centro, entre eles psicólogos e assistentes sociais, com o objetivo de oferecer um melhor atendimento a parcela da população vítima de violência.

A SPTC também conta com o Instituo de Genética Forense (IGF), inaugurado em 2016, e a Central de Custódias de Vestígios Criminais (CCVC). Além disso, foram implantados o IML e ICRIM em Santa Inês e Caxias, com médicos capacitados para o atendimento da população e ajuda nas investigações policiais. E também a área de Odontologia Legal que tem um trabalho reconhecido a nível nacional.

Uma das melhorias evolvendo toda a Polícia Técnico – Científica abrange o projeto de interiorização, que leva os trabalhos da SPTC para a maioria das regiões do interior do Maranhão onde estão localizados os Centro Regionais de Perícia e Postos Avançados de Perícia.

“Os volumes de trabalho das unidades do interior são imensos. O objetivo é descentralizar esse atendimento como está previsto no projeto de interiorização, e atender cada vez melhor a população e tentar produzir essa prova pericial com a qualidade necessária” disse Miguel Alves.

O Instituto de Identificação faz um trabalho de excelência, entre eles a emissão da Carteira de Identidade. Em 2016, conseguiu implementar a Unidade Móvel do IDENT, que possibilita o deslocamento pelo território maranhense, atende a população e realiza a entrega da Carteira de Identidade de imediato.

No mesmo ano, o Instituto Médico Legal de São Luís realizou aproximadamente 16 mil exames periciais. O IML de Imperatriz girou em torno de 4 mil exames periciais e o de Timon com 1.800 exames. O ICRIM de São Luís efetuou aproximadamente 8 mil exames.

A SPTC, tem como objetivo maior levar o trabalho pericial a toda a população maranhense e com isso tem melhorado a apresentação da prova material para o devido processamento a nível de judiciário, resultando em prisões e condenações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.