quarta-feira, 2 de maio de 2018

COMANDANTE DO BATALHÃO DE CHOQUE DO MARANHÃO, FALA SOBRE OPERAÇÕES REALIZADAS NA CAPITAL E NO INTERIOR DO ESTADO

Ten. Cel. Wellington Comandante do Choque ( Foto: Nilson Figueiredo)


Secretaria de Segurança Pública por meio do Tenente Coronel Wellington, Comandante do Batalhão do Choque do Maranhão, falou na manhã da última sexta-feira (27), sobre as operações realizadas na capital e no interior do estado, além de falar sobre os 32 anos de existência do Batalhão.
“O Batalhão de Choque tem 32 anos de criação, quando foi criado inicialmente através de uma lei no ano de 1986, em seguida foi transformado em Companhia Independente de Choque, e tinha como missão principal ou missão primária realizar ações voltadas para controle de distúrbios civis. Ao longo do tempo, foi se aperfeiçoando e com a necessidade ele passou também atuar em missões secundárias que são o policiamento motorizado através do esquadrão águia realizado em motocicletas, em veículos quatro rodas realizando patrulhamento tático em bairros com maiores índices de ocorrência e terciarias onde acontece grandes eventos, como jogos de futebol, grandes festas, também atuamos em apoio a unidades do interior do estado quando existem necessidades, mas nossa missão primaria é fazer o controle de distúrbios civis, com as suas diversas vertentes como, manifestação, em que haja a quebra da paz e da ordem, onde ocorra obstrução de vias, reintegração de posse, seja na área rural ou urbana, dessa maneira atua o Batalhão de Choque”. Afirma, Tenente Coronel Wellington
Recentemente em operação conjunta com o Batalhão de Rosário, uma guarnição do batalhão de choque efetuou a prisão de dois indivíduos que estavam escondidos em uma embarcação no cais daquela região, onde foi apreendida também uma arma de fogo, essa foi apenas uma das ocorrências das quais o batalhão de choque tem apoiado outras unidades, diariamente trabalha buscando atender não só os anseios da sociedade em querer de fato a segurança pública, mas também atendendo à solicitação dos batalhões de área devido a grande demanda, assim o batalhão acaba atuando como apoio.
“ No dia 17 de abril de 2018, o Batalhão completou 32 anos de criação, data muito importante, foi realizado diversos eventos uma forma de manter o padrão das nossas ações, justamente valorizando o nosso público interno, obvio que procuramos estar sempre atento aos anseios do nosso público externo que é a sociedade, mas entendemos que a qualidade do serviço vai melhorar a cada dia com a preocupação do público interno, que são nossos policiais, nossos servidores, e neste mês foram realizadas diversas atividades internas, competições, jogos de futebol, natação, luta e isso foi muito bom, pois buscamos colocar na prática aquilo que nós pregamos, que é a unidade. Aqui no Batalhão pregamos que somos um corpo só, uma muralha, onde um precisa do outro, e é esta unidade que faz forte o batalhão de choque”.
O Batalhão de Choque é divido em companhias, a Companhia CDC, que é o Controle de Estudo Civis; Companhia de Força Tática, que realizam o policiamento motorizado; a Companhia de Policiamento em Motocicletas, que é formado pelo esquadrão Águia e a Companhia de Policiamento de Cães que realizam serviços de excelência, onde chamam também a atenção da comunidade, na companhia tem cães de faro e cães de guarda, onde ajudam no policiamento preventivo ostensivo, nos terminais de integração, terminais rodoviários algumas operações em conjunto, a exemplo da Policia Federal, que tem solicitado algumas vezes o apoio na questão de tráfico de drogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.