Ultimas

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

SENARC RESSALTA A IMPORTÂNCIA DAS DENÚNCIAS VIA WHATSAPP NO COMBATE AO TRÁFICO DE DROGAS

Não é de hoje que os trabalhos desenvolvidos pela Polícia Civil por intermédio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) são bastante notórios no que tange o combate ao crime de tráfico de drogas no Maranhão. 

Com mais investimentos, treinamentos, inteligência e setores especializados, a apreensão de drogas no estado em 2017 foi de mais de 7 mil quilos, quase 70 vezes maior que em 2014.Além disso, no ano de 2018 foram tirados de circulação cerca de 1.794 quilos de drogas, um prejuízo de mais de 4 milhões de reais ao crime. 


Superintendente da Senarc Breno Galdino 

Para aperfeiçoar as ações da Polícia Civil através da Senarc, a superintendência atualmente comandada pelo delegado Breno Galdino, disponibilizou há cerca de dois anos uma ferramenta de denúncias via o aplicativo WhatsApp que visa otimizar os trabalhos de investigação e repressão ao crime de narcotráfico no Estado. O número (98) 99163 4899 funciona em regime de 24 horas, mas não significa dizer, que de imediato será realizada uma diligência policial. 
Diretor da Senarc Delegado Augusto Barros

O diretor da Senarc em São Luís, o delegado Augusto Barros, enaltece a importância da parceria entre as forças de segurança e a sociedade civil que, na visão dele, tem um papel de protagonista para garantir o êxito do trabalho das polícias. “ O canal do WhatsApp denúncia se baseia na relação de confiança que existe entre a comunidade e a Senarc. A superintendência tem fortalecido os laços através dos bons resultados que vem apresentando no decorrer dos anos. A cada denúncia devidamente apurada, e a cada prisão realizada, o denunciante se sentirá mais confortável no combate a tal modalidade de crime” enfatizou Barros. 
   

A denúncia chega ao policial destacado, que logo deve compartilhar as informações com os demais policiais de áreas que verificam a procedência da denúncia. Vale frisar que para “poupar tempo” e consequentemente no sucesso da operação policial, é recomendável que as denúncias contenham fotos e descrição dos possíveis suspeitos e do local.  

Tal parceria (Senarc e Comunidade) tem alcançado excelentes números no início deste de ano, isso porque em janeiro de 2019, já foram apreendidos 56,2 quilos de drogas, 10 armas de fogo e executadas a prisões de 20 pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de entorpecentes em todo o Maranhão.

Fonte: Ascom SSP
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues