Ultimas

terça-feira, 28 de maio de 2019

Operação Cronos resulta na prisões de 77 pessoas pelos crimes de homicídios, estupros e crimes contra o patrimônio

Uma operação desencadeada em nível nacional, designada de “Operação Cronos”, resultou no Cumprimento de diversos Mandados de Prisões no Maranhão, onde foram presos 33 pessoas pelos crimes de homicídios e feminicídio. A “Operação Cronos 2” fora iniciada na manhã desta terça-feira (28), onde foram presos ainda, 44 pessoas, pelos crimes de estupros, fraudes e furtos. Após a operação, a sede da Polícia Civil apresentou para a imprensa, 09 destes acusados, os quais serão encaminhados para o presídio, permanecendo à disposição da Justiça.

Após o início da operação Cronos 2, foram presas 33 acusados pelos crimes de homicídios e feminicídio; Sendo que destas, 17 pessoas foram preso em São Luís. Os outras 16 acusados foram presos nos municípios maranhenses. Em relação aos crimes de estupros, fraudes e furtos, foram presas 44 pessoas, sendo que destes, 25 foram presas em São Luís, sendo que as outras 18 pessoas foram presas nos municípios.

Os presos apresentados na sede da Polícia Civil, localizada na Praia Grande, foram identificados por: Vanessa Emanuelle de Jesus Coelho; Dielyson da Silva Nascimento; Mateus Melo da Silva; Fredson Martins Costa; Alípio Waslen Castro dos Santos; José Michel Miranda Menezes e Charles Eduardo Lisboa do Nascimento. Dentre eles, fora apreendido ainda, um adolescente infrator, de 17 anos. Ele estaria envolvido no crime contra a vida de um motorista, o qual atendia chamadas via aplicativo. Outro preso foi Cleonor Oliveira Santos, preso pelo crime de feminicídio.

A coordenação da operação Cronos 2, fora de competência do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC), com o apoio integral do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A Operação Cronos 2 apresentou o resultado das prisões na sede da Policia Civil, , em São Luís. Após os acusados serem ouvidos, foram informados acerca dos Cumprimentos de Mandados de Prisão e em seguida, encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues