Ultimas

terça-feira, 18 de junho de 2019

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE CHACINA EM INTERIOR DO ESTADO

A Polícia Civil prendeu na última sexta-feira (14), Antônio Carlos Sobral da Rocha, conhecido como “Didoca” ou “Cigano”, na cidade de Vitória do Mearim. Ele é apontado como o mandante da chacina que deixou quatro mortos e cinco feridos na cidade de Coelho Neto, no domingo (9), nas proximidades do mercado do produtor.
A prisão ocorreu durante deslocamento do suspeito em um veículo de passageiros para a cidade de Imperatriz, tendo o seu itinerário sido descoberto pelo serviço de Inteligência da Polícia Civil, vez que ele já era investigado. Segundo o Superintendente do Interior, Delegado Armando Pacheco, o criminoso era um dos mais difíceis de capturar, pois há muito tempo ele já não dormia em casa, estava sempre escondido no mato. Ainda segundo o Superintendente, as investigações continuam até que sejam identificados e presos os demais envolvidos em crimes cometidos por “Didoca”, já que ele é sabidamente chefe e mentor de um grupo criminoso que age no interior do estado.
De acordo com a Polícia Civil, “Didoca” responde a pelo menos sete processos por homicídios, é suspeito de participação em assaltos a bancos, responde por porte ilegal de arma, tráfico de drogas, além ser o líder e mandante de diversas investidas contra grupos de ciganos rivais por várias cidades do interior do Maranhão. Em outra ocasião, ele já havia sido preso e foi resgatado por criminosos quando estava algemado em uma maca, no Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, em 2012.
O criminoso assassinou Carlos Gonzaga Rodrigues em 09 de março de 2013, no Povoado Colombo, na BR-135, em Itapecuru Mirim. A vítima trafegava em uma motocicleta e foi alvejada por “Didoca”, que estava em um veículo com outros comparsas e quando disparou várias vezes contra a vítima.
As autoridades policiais afirmam que “Didoca” é considerado um dos bandidos mais perigosos da Região dos Cocais e até mesmo do estado. Sobre ele paira a suspeita de diversos crimes, além dos já conhecidos como: Porte Ilegal de Arama de uso Restrito, Tráfico de Drogas e assassinatos, sendo sete mortes comprovadas, diversas tentativas, feitas diretamente por ele ou pelo bando que ele coordena.
A prisão desta sexta-feira (14), foi em cumprimento ao mandado de prisão preventiva foi expedido pela 2ª Vara da Comarca de Itapecuru-Mirim pela prática de crime de homicídio. O preso foi encaminhado para Pedrinhas e as investigações continuam relacionadas ao crime cometido por ele e comparsas, na cidade de Coelho Neto, no último dia (9).
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues