Ultimas

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Investigações de crime organizado são reforçadas com atuação de laboratório especializado

Equipamentos modernos, ação integrada e equipe especializada integram a estrutura do Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), da Polícia Civil. Implantado em 2015, o laboratório é responsável pela análise minuciosa e apurada de materiais com fins a solução de casos envolvendo organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. Desde então, o trabalho do órgão foi decisivo para elucidar mais de 200 casos destas modalidades em todo o Maranhão.

A polícia maranhense aperfeiçoou significativamente sua atuação no que refere ao uso de alta tecnologia, na padronização de procedimentos, no aprendizado interinstitucional e multidisciplinaridade organizacional, na promoção de encontros de trabalho e em parcerias firmadas, enfatiza o coordenador do LAB-LD, delegado Gabriel Carvalho, atribuindo a este conjunto de medidas o êxito nas atividades. “Esse balanço é extremamente positivo para a Segurança Pública e quem ganha é a população, que conta com uma polícia judiciária forte e eficiente”, pontuou o coordenador da instituição.

O laboratório está inserido na estrutura do Centro de Inteligência da Polícia Civil (CIPC) e assessora na investigação de crimes do colarinho branco, além dos tradicionais tráfico de drogas, furto e roubo de maior complexidade, estelionato, peculato, fraudes a licitações, corrupção ativa e passiva, sonegação fiscal, usura, crime organizado em suas mais diversas faces, localização de foragidos e outros. Com o órgão, o trabalho de análise tornou-se mais ágil. Uma verificação, que antes levava mais de um ano, hoje pode ser feita em até quatro meses e resultando em relatórios mais precisos.

O coordenador do laboratório explica que, enquanto órgão de assessoramento, a unidade auxilia unidades da Polícia Civil no tratamento de informações geradas nas investigações e na produção de informações estratégicas para análise de grandes volumes de dados. “Todo esse trabalho é feito com a utilização de tecnologia e gestão de conhecimentos, principalmente em matéria financeira. Um trabalho que já competia à polícia judiciária, mas se aperfeiçoou com a implantação do laboratório”, destacou o delegado.

O LAB-LD conta com uma equipe experiente de investigadores com formação específica na área e ampla experiência em análise financeira e tecnologia da informação. O parque tecnológico inclui hardwares e softwares vindos do Governo Federal; e ferramentas desenvolvidos na própria instituição a exemplo do Sisgestor (sistema interno de acompanhamento dos casos do início à finalização, de forma digital). As maiores demandas do laboratório vêm da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), para somar em apuração de casos corrupção e lavagem de dinheiro.

“As instituições em nível estadual têm se empenhado em atuar conjuntamente na apuração dos crimes de matriz financeira e a população tem denunciado mais e esperado uma atuação cada vez mais firme dos entes da Segurança Pública. O somatório destes fatores tem permito à Polícia Civil do Maranhão avançar cada vez mais na solução dos casos”, concluiu Gabriel Carvalho. São 58 LAB-LD no Brasil, sendo o do Maranhão a 37ª inaugurada. Estes órgãos atuam integrados nacionalmente no combate ao crime.
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues