Ultimas

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

POLÍCIA CIVIL PRENDE ENVOLVIDOS EM DESVIO DE MERCADORIAS DE EMPRESA VAREJISTA

Uma investigação iniciada por meio da Polícia Civil do Maranhão realizada há cerca de vários dias, resultou na prisão dos acusados Genilson de Lima Medeiros, 28 anos e Lucas Mota Alves, de 21 anos. Eles são foram autuados nesta quinta-feira (01), por volta das 15hs, pelos crimes de desvio de mercadorias mediante fraude, contra uma empresa de varejo da capital. A ação criminosa concedia em desviar mercadorias avaliadas em cerca de R$ 100 mil reais.
A operação coordenada pela Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), e a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) iniciaram as investigações há alguns dias, onde os suspeitos foram presos.
Primeiramente foi preso o Lucas Mota Alves, preso em sua residência, e depois preso o Genilson de Lima Medeiros, no interior da loja varejista, localizada no bairro do João Paulo. O delegado titular da DRF, Tiago Dantas repassou, “O Genilson de Lima tinha acesso nos cartões cards da loja varejista. Após acessar o sistema da loja, ele ativava os cartões inativos, os colocando novamente em atividade. Após a empresa perceber a fraude, procurou a DRF, onde iniciaram as investigações. 
Após serem presos, iniciamos as buscas do paradeiro dos eletrodomésticos. A casa dos dois suspeitos estavam todas mobiliadas com diversos móveis novos. As investigações apontam, que os móveis desviados já contabilizam um montante de cerca de R$ 100 mil reais em prejuízos para a empresa de varejo”, relatou o delegado titular.
O delegado Bruno Figueredo, que integra também a equipe da DRF, disse “Os criminosos aplicaram contra a empresa varejista, o crime de desvio de mercadoria. Eles mediante fraude, desviavam as mercadorias de empresa de varejo, onde o Genilson de Lima Medeiros, que era funcionário do estabelecimento, utilizava-se da função de caixa para fraudar créditos nos cartões da própria empresa e realizar compras em nome de terceiros. 
As mercadorias eram recebidas por Lucas Mota Alves e outro indivíduo identificado como Lenilson Passinho Silva, os quais guardavam os bens e vendiam por valores abaixo de mercado”, pontuou o delegado.
Após a ação da Policia Civil, uma grande quantidade de móveis e eletrodomésticos foram recuperados pela Polícia Civil. A continuação das investigações aponta, na identificação de mais suspeitos envolvidos e ainda na identificação de diversos receptadores. Concluídas as formalidades legais que o caso requer, os presos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues