Ultimas

terça-feira, 17 de março de 2020

POLÍCIA MILITAR PRENDE NO RECANTO FIALHO, 03 ACUSADOS COM METRALHADORA, MUNIÇÕES E CRACK

A Polícia Militar realizando um policiamento preventivo no bairro do Recanto Fialho prendeu na tarde desta segunda-feira (16), 03 acusados por crimes de maior gravidade. Na residência deles foram encontrados uma metralhadora Imbel, munições, crack, motocicleta e dinheiro. A ação aconteceu por meio do Esquadrão Àguia e 01 viatura do Batalhão de Choque.
As informações repassadas pelo Comandante do CME, o Cel. Sodré, foram que os policiais avistaram um suspeito no bairro citado, por volta das 18:00hs, desta segunda-feira, agindo de forma que chamasse a atenção dos militares. Assim que ele avistou os policiais, ele jogou uma caixa para o terraço da residência. Em pronta resposta, os policiais abordaram a vítima, que ainda resistiu à revista pessoal. Os policiais encontraram com o suspeito, 20 pedras de crack e R$ 204 reais.
Na oportunidade fora realizado buscas na residencia com a permissão de uma posterior conduzida, onde foi encontrado na sala, uma caixa contendo 24 pedras de substância semelhante a crack. Devido os fatos, com a autorização do proprietário foram realizadas uma busca mais precisa no interior da residência, onde foi localizado no interior do fogão, uma METRALHADORA IMBEL 9mm pertencente à POLÍCIA DO MATO GROSSO. A arma tinha uma numeração suprimida. Com ela estava 02 CARREGADORES, com 24 MUNIÇÕES e demais objetos.
Devido às circunstâncias foi dado voz de prisão aos ocupantes da residência, os quais foram apresentados no plantão central do Cohatrac sem lesões corporais para serem tomadas medidas cabíveis.
Material apreendido na residência:
Metralhadora Imbel 9MM com 2 CARREGADORES e 24 MUNIÇÕES
34 pedras pequenas de substância semelhante a crack
R$ 204 reais
03 celulares marca SAMSUNG
01 relógio secullus ; 01 caixa Natura
01 moto suzuki gs120 azul (PSR-6879)
01 chave e documento da motocicleta
01 tesoura; 02 porta cédulas
 
Copyright © 2019 Nilson Figueiredo
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues